Resenha: Quando o Sol Voltar

Romance

Quando o Sol Voltar

Poderia ser a minha, a sua ou a história de milhares de pessoas, que há certa altura do campeonato, se veem obrigados a dar um rumo na vida. Laura, a protagonista de “Quando o Sol Voltar,” teve motivos de sobra que a fez sair do seu confortável lar doce lar. A escolha pela profissão, a falência financeira de uma família que ela amava como poucos e, por fim, mas não menos importante, um amor para ser esquecido.

Só que nem tudo na vida são flores, muitos foram os obstáculos e acontecimentos que quase a fez desistir. Perdas e ganhos, sinalizavam que ela estava no caminho certo.   Então, acreditou e lutou por dias melhores. Deu partida na primeira, acelerou e, cumpriu sua jornada. Ao final, foi tomada por um vazio e uma solidão típica de quem alcança o poder. Daí, muitas de suas escolhas passaram a ser questionadas.

A autora consegue nos tirar da zona de conforto, fazendo acreditar que tudo é possível.

Uma narrativa perfeita, onde a defino com a brilhante frase do inesquecível Guimarães Rosa, “A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem”.

Economista e escritora – Josi Gomes

 

 

 

 

 

Ao ingressar na Universidade, Laura traz em seu coração as sombras do passado. Um romance mal resolvido, uma história familiar a assombrá-la. Preocupada com o rumo financeiro de sua vida e apaixonada pelos livros, dedica-se com afinco ao primeiro emprego.

É então que ela conhece Heitor, o jovem sedutor, de sorriso cativante. Porém, após a formatura, ela mergulha em um dilema. Apesar de amar seu trabalho na Biblioteca e de se apaixonar por Heitor, sabe que precisa definir profissionalmente seu futuro.

Quando menos esperava, Laura recebe uma proposta irrecusável, integrar a equipe de consultores da Satori, uma das melhores empresas do mercado. Sem perceber, ela mergulha cada vez mais fundo na vida profissional.

Enquanto isso, a família, Heitor, Carol, sua melhor amiga, vão ficando para trás.Além de obcecada pelo trabalho, Laura ainda tem que lidar com os fantasmas de seu passado.

Quando, porém, numa noite de Natal, uma perda irreparável arrasa sua vida meticulosamente estruturada, Laura começa a questionar suas escolhas.

 

Autora:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *